Anos potenciais de vida perdidos por intoxicação exógena no Brasil no período de 2007 a 2017

Sheila Silva Maia, Verine Silva de Souza, Emanuela Dias Souza, Tassia Nery Faustino

Resumo


OBJETIVO: Estimar os Anos Potenciais de Vida Perdidos (APVP) por intoxicação exógena no Brasil entre os anos de 2007 a 2017. MÉTODO: Estudo descritivo e exploratório, com dados secundários obtidos através do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN) e do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), de 2007 a 2017, no Brasil. As variáveis investigadas foram: óbitos por intoxicação exógena, faixa etária (15-19 anos, 20-39 anos, 40-59 anos, 60-64 anos e 65-69 anos), agente tóxico, ano, sexo e região do país. RESULTADOS: Verificou- se um total de 317.687 APVP, onde a faixa etária entre 20 a 39 anos representa 56% dos óbitos, com predomínio no sexo masculino, correspondendo a 60% dos casos de morte prematura. O uso indevido de medicamentos foi responsável pelo maior número de APVP (74.131). A região sudeste apresentou maior valor de APVP que outras regiões do país. CONCLUSÃO: As intoxicações exógenas foram responsáveis por importante parcela de mortes prematuras e de APVP segundo a análise da mortalidade proporcional, sendo maior em indivíduos que fazem uso indevido de medicamentos, do sexo masculino, entre 20 e 59 anos e moradores do sudeste brasileiro.

Palavras-chave


Intoxicação. Óbito. Registros de Mortalidade. Anos Potenciais de Vida Perdidos. Sistema de Informação em Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2317-3378rec.v8i2.2447

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Sheila Silva Maia, Verine Silva de Souza, Emanuela Dias Souza, Tassia Nery Faustino

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta revista foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

DOAJ          ROAD          FUNADESP                    

 

Revista Enfermagem Contemporânea | ISSN: 2317-3378

Site atualizado em 03/01/2020

Licença Creative Commons