Redução da mortalidade materna e atuação do enfermeiro

Autores

  • Élida de Souza de Souza Barreto CENTRO UNIVERSITÁRIO JORGE AMADO
  • Juliana de Souza Oliveira CENTRO UNIVERSITÁRIO JORGE AMADO
  • Anne Jacob de Souza Araújo Centro Universitário Jorge Amado
  • Paula Elis de Souza Queiroz Centro Universitário Jorge Amado
  • Renata da Silva Schulz Centro Universitário Jorge Amado

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v7i1.1370

Palavras-chave:

Mortalidade Matern, Assistência Pré-Natal, Saúde da Mulher, Enfermagem

Resumo

Introdução: De acordo com Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), no Brasil entre 2004-2014 houveram 18.364 óbitos maternos. Com isso, o Ministério da Saúde (MS) tem adotado, ao longo dos anos, políticas que visam à melhoria da saúde da mulher. Objetivo: Avaliar os índices de mortalidade materna em Salvador e na Bahia e descrever como o enfermeiro pode atuar na redução desses índices. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa ecológica, descritiva de abordagem quantitativa, com informações coletadas sobre a mortalidade materna em Salvador e Bahia nos últimos dez anos, por meio do DATASUS. Resultados: Na Bahia, segundo os casos notificados de mortalidade materna foram registrados 1.764 óbitos maternos nos anos de 2004 a 2014. Em Salvador o ano de 2004 apresentou o menor índice de mortalidade materna com 17 óbitos, podendo estar associado à expansão do PSF, principal meio de atuação do enfermeiro para redução da mortalidade através do programa de pré-natal. Já em 2008 apresentou um somatório de 36 óbitos notificados, esses podem ter relação com a baixa cobertura populacional do programa e problemas estruturais e operacionais do serviço nos últimos anos. Conclusão: O índice de óbitos maternos ainda se mostra elevado na Bahia e em Salvador. Contudo, verificou-se a importância da atuação do enfermeiro para a redução dessas taxas, pois a prevenção se dá na atenção básica, ambiente onde o enfermeiro possui autonomia regulamentada em lei para prestar o cuidado pré-natal qualificado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Élida de Souza de Souza Barreto, CENTRO UNIVERSITÁRIO JORGE AMADO

Granduanda do 10º semestre do curso de enfermagem pelo Centro Universitário Jorge Amado.

Juliana de Souza Oliveira, CENTRO UNIVERSITÁRIO JORGE AMADO

Granduanda do 10º semestre do curso de enfermagem pelo Centro Universitário Jorge Amado.

Anne Jacob de Souza Araújo, Centro Universitário Jorge Amado

Mestre em enfermagem. Docente no Centro Universitário Jorge Amado

Paula Elis de Souza Queiroz, Centro Universitário Jorge Amado

Mestranda em Tecnologias em Saúde. Docente no Centro Universitário Jorge Amado

Renata da Silva Schulz, Centro Universitário Jorge Amado

Mestre em Ciências do Cuidado em Saúde. Docente no Centro Universitário Jorge Amado

Downloads

Publicado

2018-03-28

Como Citar

de Souza Barreto, Élida de S., de Souza Oliveira, J., Jacob de Souza Araújo, A., de Souza Queiroz, P. E., & da Silva Schulz, R. (2018). Redução da mortalidade materna e atuação do enfermeiro. Revista Enfermagem Contemporânea, 7(1), 20–26. https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v7i1.1370

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)