PARIMOS EM PORTUGAL: A VIVÊNCIA DO SERVIÇO DE SAÚDE POR IMIGRANTES BRASILEIRAS

Autores

  • Eliany Nazaré Oliveira Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto – Portugal
  • Roberlândia Evangelista Lopes Faculdades INTA
  • Maria Michele Bispo Cavalcante Faculdades INTA
  • Tamires Alexandre Felix Universidade Estadual Vale do Acaraú
  • Félix Fernando Monteiro Neto Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto
  • Roberta Magda Martins Moreira Universidade Estadual Vale do Acaraú

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v6i2.1194

Palavras-chave:

Imigração, Mulher, Parto.

Resumo

Objetivou-se narrar as experiências da assistência em saúde durante o parto de imigrantes brasileiras que vivem em Portugal. Abordagem qualitativa com o método Netnográfico constituiu a metodologia. A comunidade de escolha foi um grupo do Facebook – brasileiras que vivem em Portugal- e a coleta das informações ocorreu durante o fórum de discussão: “Parimos em Portugal, relatando a minha experiência”.  Nos resultados emergiram 04 temáticas e 08 categorias de analise. A maioria das experiências das mulheres brasileiras evidenciaram os aspectos positivos do parto e dos serviços e um pequeno grupo revelou os entraves e aspectos negativos. Destaca-se a necessidade de conhecimento com mais detalhes dos itinerários de imigrantes grávidas e os desfechos sobre seus partos, para assim, implementar ações de apoio a este grupo. Sugere-se a criação de um observatório sobre pré-natal, parto e puerpério de imigrantes brasileiras sob a coordenação do Consulado do Brasil em Portugal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliany Nazaré Oliveira, Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto – Portugal

Enfermeira, Professora da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA, Desenvolvendo Pós Doutoramento da Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto – Portugal.

Roberlândia Evangelista Lopes, Faculdades INTA

Enfermeira, Mestre. Professora das Faculdades INTA, Sobral, Ceará, Brasil.

Maria Michele Bispo Cavalcante, Faculdades INTA

Enfermeira, Mestre. Professora das Faculdades INTA, Sobral, Ceará, Brasil.

Tamires Alexandre Felix, Universidade Estadual Vale do Acaraú

Enfermeira graduada pela Universidade Estadual Vale do Acaraú. Especialista em Gestão dos Serviços de Urgência e Emergência. Especialista em Terapia Intensiva. Mestra em Saúde da Família.

Félix Fernando Monteiro Neto, Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto

Psicólogo, Professor Catedrático da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. Portugal.

Roberta Magda Martins Moreira, Universidade Estadual Vale do Acaraú

Acadêmica de Enfermagem na Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA)

Downloads

Publicado

2017-10-30

Como Citar

Oliveira, E. N., Lopes, R. E., Cavalcante, M. M. B., Felix, T. A., Neto, F. F. M., & Moreira, R. M. M. (2017). PARIMOS EM PORTUGAL: A VIVÊNCIA DO SERVIÇO DE SAÚDE POR IMIGRANTES BRASILEIRAS. Revista Enfermagem Contemporânea, 6(2), 93–103. https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v6i2.1194

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)