TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV: DIFICULDADE NA ADESÃO AO PRÉ-NATAL

Autores

  • Sara Moreira dos Santos
  • Denise Santana Silva dos Santos Universidade do Estado da Bahia-UNEB
  • Tania Christiane Ferreira Bispo Universidade do Estado da Bahia - UNEB
  • Fabiane Nascimento Nunes
  • Lucas Gama Passos Silva
  • Silas Ricarti Moniz Pacheco Lima

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v6i1.1109

Palavras-chave:

HIV. Transmissão vertical de doença infecciosa. Pré-natal.

Resumo

Objetivo: Averiguar nas produções científicas as dificuldades das mulheres HIV positivas em aderir o pré-natal. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa bibliográfica de caráter descritiva e exploratória. A busca eletrônica dos artigos que atendiam aos critérios de inclusão foi realizada mediante consulta às bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Bases de Dados de Enfermagem (BDENF) e PUBMED, no período de 2005-2014. Resultados e discussão: Foram selecionadas 8 publicações, evidenciando que na literatura nos últimos dez anos há carência nas produções científicas no cenário da atenção básica, voltadas às dificuldades de mulheres HIV positivas em aderirem o pré-natal. A análise revela que diversos fatores como, aceitação da gravidez, descoberta tardia da gestação, dificuldade no acesso aos serviços de saúde e descontinuidade no pré-natal dificultam a adesão destas mulheres, interferindo diretamente no processo de prevenção da transmissão vertical do HIV. Considerações finais: Evidencia-se na literatura nos últimos dez anos carência nas produções científicas no cenário da atenção básica. Assim, espera-se que esta pesquisa possa contribuir para melhorar a qualidade do pré-natal no Brasil, a fim de captar e detectar precocemente as gestantes HIV positivas, intervindo de forma integral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sara Moreira dos Santos

Enfermeira graduada pela Universidade do Estado da Bahia-UNEB.

Denise Santana Silva dos Santos, Universidade do Estado da Bahia-UNEB

Enfermeira, Mestre em Enfermagem pela UFBA. Professora do Departamento Ciências da Vida-UNEB. Salvador, Bahia, Brasil.

Tania Christiane Ferreira Bispo, Universidade do Estado da Bahia - UNEB

Enfermeira, doutora e Pós-doutora, em Saúde Coletiva pelo Instituto de Saúde Coletiva da UFBA- ISC/UFBA, Mestre em Enfermagem na Atenção à saúde da Mulher, Especialista em Enfermagem Obstétrica. Professora da UNEB. Salvador, Bahia, Brasil. Coordenadora do projeto de pesquisa: Ser mulher, estar grávida e presidiária: difíceis caminhos e do NUPESV. Professora da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Fabiane Nascimento Nunes

Enfermeira graduada pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Lucas Gama Passos Silva

Graduando de Enfermagem da Universidade do Estado da Bahia.

Silas Ricarti Moniz Pacheco Lima

Graduando de Enfermagem da Universidade do Estado da Bahia.

Downloads

Publicado

2017-04-24

Como Citar

Moreira dos Santos, S., Santana Silva dos Santos, D., Ferreira Bispo, T. C., Nascimento Nunes, F., Gama Passos Silva, L., & Moniz Pacheco Lima, S. R. (2017). TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV: DIFICULDADE NA ADESÃO AO PRÉ-NATAL. Revista Enfermagem Contemporânea, 6(1), 56–61. https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v6i1.1109

Edição

Seção

Estudos de Revisão: Sistemática ou Integrativa (apenas)

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)