Religiosidade/espiritualidade no processo de formação do profissional de saúde: relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.2024.e5206

Palavras-chave:

Religiosidade, Espiritualidade, Formação, Saúde

Resumo

INTRODUÇÃO: Por muito tempo os profissionais de saúde seguiram um modelo com uma visão fragmentada do cuidado, focado apenas na doença. Atualmente, esse modelo tem mudado e os profissionais têm adotado uma visão integral do sujeito, ampliando o entendimento de saúde para aspectos biopsicossociais e espiritual no conceito multidimensional de saúde. OBJETIVOS: analisar o processo de formação do profissional de saúde durante a pós-graduação sobre a inclusão da religiosidade e espiritualidade como prática de cuidado em saúde, e identificar as etapas vivenciadas. MÉTODO: Trata-se de uma pesquisa qualitativa, que tem como base metodológica um relato de experiência de março de 2021 a novembro de 2022, a partir da prática de uma residente fisioterapeuta do Programa Multiprofissional em Clínica da Pessoa e da Família. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Foram definidos a divisão e o compartilhamento de algumas fases de aprendizado durante a residência: (1) Desconhecimento sobre o tema na graduação, (2) Introdução teórica ao tema da Espiritualidade e (3) Abordagem com os pacientes e os impactos na minha formação. A análise das etapas foi realizada com base nas leituras de artigos científicos realizadas para embasamento do presente estudo. CONSIDERAÇÕES FINAIS: É importante que mais estudos sobre o tema sejam desenvolvidos, com objetivo de incentivar discussões sobre o assunto nas universidades, para que futuros profissionais de saúde tenham uma formação humanizada, ademais, desenvolver métodos eficazes para integração da espiritualidade na prática clínica e construir/validar escalas no Brasil.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

Dal-Farra, R. A., & Geremia, C. (2010). Educação em saúde e espiritualidade: proposições metodológicas [Educación para la salud y la espiritualidad: propuestas metodológicas]. Revista Brasileira de Educação Médica, 34(4), 587–597. https://doi.org/10.1590/S0100-55022010000400015

Daltro, M. R., & Faria, A. A. (2019). Relato de experiência: Uma narrativa científica na pós-modernidade [Informe de experiencia: una narrativa científica en la posmodernidad].Estudos e Pesquisas em Psicologia, 19(1), 223–237. https://doi.org/10.12957/epp.2019.43015

Esperandio, M. R. G., Souza, Y. Q., Nadalin, O., & Hefti, R. (2021). Espiritualidade na Prática Clínica: A Perspectiva dos Estudantes de Medicina Brasileiros [spiritualidad en la práctica clínica: la perspectiva de los estudiantes de medicina brasileños]. Journal of Religion and Health, 60(3), 2154–2169. https://doi.org/10.1007/s10943-020-01141-1

Ferreira, T. T., Borges, M. F., Zanetti, G. C., Lemos, G. L., Gotti, E. S., Tomé, J. M., Silva, A. P., & Rezende, E. A. M. R. (2018). Percepção de Acadêmicos de Medicina e de Outras Áreas da Saúde e Humanas (Ligadas à Saúde) sobre as Relações entre Espiritualidade, Religiosidade e Saúde [Percepción de estudiantes de Medicina y otras áreas sanitarias y humanas (vinculadas a la salud) sobre las relaciones entre espiritualidad, religiosidad y salud]. Revista Brasileira de Educação Médica, 42(1), 67–74. https://doi.org/10.1590/1981-52712018v42n1RB20160044

Foch, G. F. L., Silva, A. M. B., & Enumo, S. R. F. (2017). Coping religioso/espiritual: Uma revisão sistemática de literatura (2003-2013) [Coping religioso/espiritual: Una revisión de la literatura (2003–2013)]. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 69(2), 53–71. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672017000200005

Forti, S., Serbena, C. A., & Scaduto, A. A. (2020). Mensuração da espiritualidade/religiosidade em saúde no Brasil: uma revisão sistemática [Medición de espiritualidad/religiosidad en salud en Brasil: una revisión sistemática]. Ciência & Saúde Coletiva, 25(4), 1463–1474. https://doi.org/10.1590/1413-81232020254.21672018

HumanizaSUS. (2013). Política Nacional de Humanização.[ Política Nacional de Humanización] Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_humanizacao_pnh_folheto.pdf

Longuiniere, A. C. F., Yarid, S. D., & Silva, E. C. S. (2017). Influência da religiosidade/espiritualidade dos profissionais de saúde na valorização da dimensão espiritual do paciente crítico [influencia de la religiosidad/espiritualidad de profesionales de la salud en el aprecio de la dimensión espiritual del paciente crítico]. Revista de Enfermagem UFPE Online, 11(Suppl. 6), 2510–2517. https://periodicos.ufpe.br/revistas/index.php/revistaenfermagem/article/view/23418

Longuiniere, A. C. F., Yarid, S. D., & Silva, E. C. S. (2018). Influência da religiosidade/espiritualidade do profissional de saúde no cuidado ao paciente crítico [Influencia de la religiosidad/espiritualidad del profesional de la salud en el cuidado del paciente crítico]. Revista Cuidarte, 9(1), 1961–1972. https://doi.org/10.15649/cuidarte.v9i1.413

Luiz, F. F., Caregnato, R. C. A., & Costa, M. R. (2017). Humanização na Terapia Intensiva: percepção de familiares e profissionais de saúde [La humanización en cuidados intensivos: percepción de familiares y de profesionales de salud]. Revista Brasileira de Enfermagem, 70(5), 1095–1103. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0281

Malinakova, K., Tavel, P., Meier, Z., Dijk, J. P., Reijneveld, S. A. (2020). Religiosity and Mental Health: A Contribution to Understanding the Heterogeneity of Research Findings. [Religiosidad y salud mental: una contribución para comprender la heterogeneidad de los resultados de las investigaciones]. International Journal of Environmental Research and Public Health, 17(2), 494. https://doi.org/10.3390/ijerph17020494

Moreira-Almeida, A., & Lucchetti, G. (2016). Panorama das pesquisas em ciência, saúde e espiritualidade [Panorama general de la investigación en ciencia, salud y espiritualidad]. Ciência e Cultura, 68(1), 54–57. https://doi.org/10.21800/2317-66602016000100016

Moura, H. C. G. B., Menezes, T. M. O., Freitas, R. A., Moreira, F. A., Pires, I. B., Nunes, A. M. P. B., & Sales, M. G. S. (2020). Fé e espiritualidade no sentido da vida de idosos com Doença Renal Crônica [Fe y espiritualidad en el significado de la vida de los ancianos con Insuficiencia Renal Crónica]. Revista Brasileira de Enfermagem, 73(Suppl. 3), Artigo e20190323. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2019-0323

Oliveira, G. R., Fittipaldi Neto, J., Salvi, M. C., Camargo, S. M., Evangelista, J. L., Espinha, D. C. M., & Lucchetti, G. (2013). Saúde, espiritualidade e ética: a percepção dos pacientes e a integralidade do cuidado [Salud, espiritualidad y ética: percepción de los pacientes y atención integral]. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, 11(2), 140–144. https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-676610

Panzini, R. G., & Bandeira, D. R. (2005). Escala de coping religioso-espiritual (Escala CRE): Elaboração e validação de construto [Escala de coping religioso-espiritual (Escala CRE): Elaboración y validación de constructos]. Psicologia em Estudo, 10(3), 507–516. https://doi.org/10.1590/S1413-73722005000300019

Peres, M. F. P., Arantes, A. C. L. Q., Lessa, P. S., & Caous, C. A. (2007). A importância da integração da espiritualidade e da religiosidade no manejo da dor e dos cuidados paliativos [La importancia de integrar la espiritualidad y la religiosidad en el manejo del dolor y los cuidados paliativos]. Archives of Clinical Psychiatry, 34(Suppl. 1), 82–87. https://doi.org/10.1590/S0101-60832007000700011

Queiroz, C. M., Abdalla, I. R., Aragão, R. D. D., & Hermita, R. P. M. (2022). Anamnese espiritual e relação médico-paciente: revisão e reconstrução de um instrumento cotidiano [Anamnesis espiritual y relación médico-paciente: revisión y reconstrucción de un instrumento cotidiano.]. Brazilian Journal of Health Review, 5(3), 8337–8348. https://doi.org/10.34119/bjhrv5n3-026

Raddatz, J. S., Motta, R. F., Alminhana, L. O. (2019). Religiosidade/Espiritualidade na Prática Clínica: Círculo Vicioso entre Demanda e Ausência de Treinamento [Religiosidad/Espiritualidad en la práctica clínica: círculo vicioso entre exigencia y falta de formación]. Psico-USF, 24(4), 699-709. https://doi.org/10.1590/1413-82712019240408

Rossato, L., Cunha, V. F., Panobianco, M. S., Sena, B. T. S., & Scorsolini-Comin, F. (2021). Religiosidade/espiritualidade na perspectiva de graduandos de enfermagem: relato de experiência grupal [Religiosidad/espiritualidad en la perspectiva de estudiantes de enfermería: relato de experiencia grupal]. Revista Saúde e Desenvolvimento Humano, 9(2). https://doi.org/10.18316/sdh.v9i2.6879

Santos, F. S. (2009). Espiritualidade & Saúde Mental: espiritualidade na prática clínica [Espiritualidad y Salud Mental: la espiritualidad en la práctica clínica.].ZenReview,4.https://www.espiritualidades.com.br/Artigos/S_autores/SANTOS_Franklin_tit_Espiritualidade_e_Saude_Mental.pdf

Silva Filho, J. A., Silva, H. E. O., Oliveira, J. L., Silva, C. F., Torres, G. M. C., & Pinto, A. G. A. (2022). Religiosidade e espiritualidade em saúde mental: formação, saberes e práticas de enfermeiras [Religiosidad y espiritualidad en salud mental: formación, conocimientos y prácticas de las enfermeiras]. Revista Brasileira de Enfermagem, 75(Suppl. 3), Artigo e20200345. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-0345

Silva, A. A., Gomes, A. M. T., Duarte, A. C. S., & Yarid, S. D. (2020). Influência do coping religioso-espiritual no luto materno [Influencia del afrontamiento religioso-espiritual en el duelo materno]. Enfermagem Brasil, 19(4), 310–316. https://doi.org/10.33233/eb.v19i4.4147

Silva, F. S., Silva, N. M., Freire, L. F. O., Ferreira, J. C. D., Cursino, M. A., Paiva Neto, J. R., & Nelson, I. C. A. S. R. (2021). Relatos de profissionais de saúde no contato com a disciplina de práticas integrativas e espiritualidade em saúde: Vivências, reflexões e ciência [Informes de profesionales de la salud en contacto con el sujeto de prácticas integrativas y espiritualidad en salud: Experiencias, reflexiones y ciência]. Research, Society and Development, 10(7), Artigo e59510717114. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i7.17114

Silva, G. C. N., Reis, D. C., Miranda, T. P. S., Melo, R. N. R., Coutinho, M. A. P., Paschoal, G. S., & Chaves, É. C. L. (2019). Coping religioso/espiritual e sofrimento espiritual em pessoas com câncer [El coping religioso/espiritual y la angustia espiritual en individuos con cáncer]. Revista Brasileira de Enfermagem, 72(6), 1534–1540. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0585

Silva, T. O., Almeida, A. M., Dias, A. L. M., & Welby-Borges, M. (2021). Percepção de docentes brasileiros sobre as relações entre saúde, religião, espiritualidade e seu ensino [Percepción de profesores brasileños sobre las relaciones entre salud, religión, espiritualidad y su enseñanza]. Horizonte - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, 19(60), 1057–1057. https://doi.org/10.5752/P.2175-5841.2021v19n60p1057

Vasconcelos, A. P. S. L., Lucchetti, A. L. G., Cavalcanti, A. P. R., Conde, S. R. S. S., Gonçalves, L. M., Nascimento, F. R., Chazan, A. C. S., Tavares, R. L. C., Ezequiel, O. S, & Lucchetti, G. (2020). Religiosidade e Espiritualidade dos Médicos Residentes e Implicações para a Prática Clínica – o Estudo Multicêntrico SBRAMER [Religiosidad y espiritualidad de los médicos residentes e implicaciones para la práctica clínica: el estudio multicéntrico SBRAMER]. Journal of General Internal Medicine, 35(12), 3613–3619. https://doi.org/10.1007/s11606-020-06145-x

Publicado

26.03.2024

Edição

Seção

Relatos de Experiência

Como Citar

Religiosidade/espiritualidade no processo de formação do profissional de saúde: relato de experiência. (2024). Revista Psicologia, Diversidade E Saúde, 13, e5206. https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.2024.e5206