DE UTI A UCI: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA COM A PSICANÁLISE

Autores

  • Andréa Diniz Gonçalves Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v1i1.52

Palavras-chave:

Psicologia Hospitalar, Psicanálise, Humanização, Psicologia, UTI

Resumo

Trata-se do relato da experiência do primeiro ano de trabalho enquanto psicóloga hospitalar na UTI de uma maternidade de referência da rede privada de Salvador-Ba, fundamentado na teoria psicanalítica, incluindo uma breve revisão bibliográfica sobre o tema. Concluiu-se ser a humanização um sintoma da terapia intensiva e foi proposta a humanização da assistência como um posicionamento ético que inclua a subjetividade do paciente, seus familiares e dos profissionais de saúde na prática médica, através do atendimento psicológico individual e em grupo ao paciente, seus familiares e à equipe e de anotações em prontuário e discussões de casos clínicos multidisciplinares, visando uma prática interdisciplinar que faça circular a subjetividade de todos os envolvidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-02

Como Citar

Diniz Gonçalves, A. (2012). DE UTI A UCI: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA COM A PSICANÁLISE. Revista Psicologia, Diversidade E Saúde, 1(1). https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v1i1.52

Edição

Seção

Artigos Originais