Criando o indizível: a escrita ficcional como uma possibilidade de sublimação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.2022.e4473

Palavras-chave:

Psicanálise, Literatura, Sublimação

Resumo

INTRODUÇÃO: A psicanálise e a literatura são formas privilegiadas de expressar manifestações provenientes do inconsciente, havendo entre elas uma grande proximidade. Este trabalho aborda a ligação entre psicanálise e literatura tomando como referência o conceito freudiano de sublimação. OBJETIVO: O objetivo dessa pesquisa foi verificar como a escrita ficcional pode ser uma possibilidade de sublimação. Para cumprir esse objetivo buscou-se discorrer sobre a escrita ficcional; apresentar o conceito de sublimação; apontar possibilidades e limites da sublimação; relacionar a escrita ficcional à sublimação. MÉTODO: Trata-se de uma pesquisa qualitativa de caráter exploratório. Foi realizada uma revisão de literatura tomando-se como referência os textos freudianos que tratam da temática da pesquisa.  CONCLUSÃO: A partir da leitura é possível constatar que a escrita ficcional pode constituir-se em uma possibilidade de sublimação para o escritor, apesar de existirem limitações da escrita como tal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Alencar, D. A., & Arruda, M. I. M. (2017). Fanfiction: uma escrita criativa na web [Fanfiction: una escrita creativa en la web]. Perspectivas em Ciência da Informação, 22(2), 88-103. https://doi.org/10.1590/1981-5344/2760

Birman, J. (2019). A ficção e a fantasia [La ficción y la fantasia]. In J. Birman, Cartografias do avesso (pp. 348-353). Civilização Brasileira.

Carvalho, A. C. (1994). O processo de criação na produção literária: um depoimento [El proceso de creación en la producción literaria: un testimonial]. Psicologia: Ciência e Profissão, 14(1), 4-9. https://www.scielo.br/j/pcp/a/FW5fgJB79ZRQBrvfjgnYczd/?format=pdf&lang=pt

Carvalho, A. C. (1997). Escrita: remédio ou veneno? [Escritura: ¿medicina o veneno?]. Percurso: Revista de Psicanálise, 18, 79-86. https://pt.scribd.com/document/354976889/Escrita-Remedio-Ou-Veneno

Carvalho, A. C. (2006). Limites da sublimação na criação literária [Límites de la sublimación en la creación literária]. Estudos de Psicanálise, (29), 15-24. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-34372006000100004&lng=pt&tlng=pt

Freud, S. (2016). Três ensaios sobre a teoria da sexualidade [Tres ensayos sobre la teoría de la sexualidad]. In S. Freud, Três ensaios sobre a teoria da sexualidade, análise fragmentária de uma histeria (“O caso Dora”) e outros textos (1901-1905) (pp. 13-172). (P. C. Souza, Trad.). Companhia das Letras. (Texto original publicado em 1905).

Freud, S. (2015). O delírio e os sonhos na Gradiva de W. Jensen [El delirio y los sueños em la Gradiva de W. Jensen]. In S. Freud, O delírio e o sonho na Gradiva e outros textos (1906-1909). (pp. 13-122). (P. C. Souza, Trad.). Companhia das Letras. (Texto original publicado em 1907).

Freud, S. (2015). O escritor e a fantasia [El escritor y la fantasia]. In S. Freud, O delírio e o sonho na Gradiva e outros textos (1906-1909) (pp. 325-338). (P. C. Souza, Trad.). Companhia das Letras. (Texto original publicado em 1908).

Freud, S. (2013). Uma Recordação de Infância de Leonardo da Vinci [Recuerdos de la infancia de Leonardo da Vinci]. In S. Freud, Observações sobre um Caso de Neurose Obsessiva [“O Homem dos Ratos”], Uma Recordação de Infância de Leonardo da Vinci e Outros Textos (1909-1910) (pp 86-165). (P. C. Souza, Trad.) Companhia das Letras. (Texto original publicado em 1910).

Freud, S. (2010). Recomendações ao Médico que Pratica a Psicanálise [Recomendaciones al Médico quien practica la Psicoanálisis]. In S. Freud, Observações Psicanalíticas Sobre um Caso de Paranoia Relatado em Autobiografia (“O Caso Schreber”), Artigos Sobre Técnica e Outros Textos (1911-1913) (pp. 111-122). (P. C. Souza, Trad.) Companhia das Letras. (Texto original publicado em 1912).

Freud, S. (2010). Os Instintos e seus Destinos [Los instintos y sus destinos]. In S. Freud, Introdução ao Narcisismo, Ensaios de Metapsicologia e Outros Textos (1914-1916) (pp. 38-60). (P. C. Souza, Trad.). Companhia das Letras. (Texto original publicado em 1915).

Freud, S. (2010). Além do Princípio do Prazer [Además de la principio del placer]. In S. Freud, História de Uma Neurose Infantil (“O Homem Dos Lobos”), Além do Princípio do Prazer e Outros Textos (1917-1920) (pp. 120-178). (P. C. Souza, Trad.). Companhia das Letras. (Texto original publicado em 1920).

Freud, S. (2010). O Eu e o Id [El yo y el Ello]. In S. Freud, O Eu e o Id, “Autobiografia” e Outros Textos (1923-1925) (pp. 9-64). (P. C. Souza, Trad.). Companhia das Letras. (Texto original publicado em 1923).

Freud, S. (2010). O Mal-Estar na Civilização [El malestar de la civilización]. In S. Freud, O Mal-Estar na Civilização, Novas Conferências Introdutórias à Psicanálise e Outros Textos (1930-1936) (pp. 120-178) (P. C. Souza, Trad.). Companhia das Letras (Texto original publicado em 1930).

Gil, A. C. (2008). Pesquisa Social [Investigación social]. In A. C. Gil, Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. (6a. ed.) (p. 27). Atlas.

Gil, A. C. (2008). Delineamento da Pesquisa [Delineación de la Investigación]. In A. C. Gil, Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. (6a. ed.) (p. 50). Atlas.

Laplanche, J., & Pontalis, J.-B. L. (2000). Vocabulário de Psicanálise [Vocabulario de Psicoanálisis]. (4a. ed.). Martins Fontes.

Lispector, C. (1977) Panorama com Clarice Lispector / Entrevistada por Júlio Lerner [Panorama con Clarice Lispector / Entrevistada por Júlio Lerner]. https://www.youtube.com/watch?v=ohHP1l2EVnU

Lispector, C. (1999). A descoberta do mundo [El descubrimiento del mundo]. Rocco. (Texo original publicado em 1984).

Rosenbaum, Y. (2010). A ética na literatura: leitura de "Mineirinho", de Clarice Lispector [Ética en la literatura: lectura de "Mineirinho", de Clarice Lispector]. Estudos Avançados, 24(69), 169-182. https://doi.org/10.1590/S0103-40142010000200011

Rosenbaum, Y. (2012). Literatura e psicanálise: reflexões [Literatura y psicoanálisis: reflexiones]. Revista Fronteiraz, 0(9), 225-234. https://revistas.pucsp.br/index.php/fronteiraz/article/view/13039/9539

Simões, R. B. S. (2017). Psicanálise e literatura - O texto como sintoma [Psicoanálisis y literatura - El texto como sintoma]. Analytica: Revista de Psicanálise, 6(11), 159-179. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2316-51972017000200009&lng=pt&tlng=pt

Spalding, M. (2015). A importância do Universo Ficcional na produção de um texto ficcional [La importancia del Universo Ficticio en la producción de un texto ficcional]. Curso Metamorfose. http://www.cursosdeescrita.com.br/4832/a-importancia-do-universo-ficcional-na-producao-de-um-texto-ficcional.

Uchôa, A. C., Medeiros Júnior, A., & Maroto, R. (2019). Pesquisa Qualitativa [Investigación Cualitativa]. In E. L. Souza, C. O. Lyra, N. D. L. Costa, P. M. Rocha, & A. C. Uchôa (Orgs.). Metodologia da pesquisa: aplicabilidade em trabalhos científicos na área da saúde. (2a. ed.) (p. 224). Editora da UFRN.

Publicado

2022-10-24

Como Citar

Santos, E. de J., & Bernardo, K. J. C. (2022). Criando o indizível: a escrita ficcional como uma possibilidade de sublimação . Revista Psicologia, Diversidade E Saúde, 11, e4473. https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.2022.e4473

Edição

Seção

Estudos Teóricos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)