Impactos psicossociais do trabalho na saúde mental de profissionais em um Centro de Atenção Psicossocial no interior do Ceará

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v10i3.4055

Palavras-chave:

Saúde mental, Saúde dos trabalhadores, Impactos psicossociais, Autocuidado

Resumo

OBJETIVO: Este estudo buscou investigar os impactos psicossociais do trabalho na saúde mental dos trabalhadores de um Centro de Atenção Psicossocial-CAPS no interior do Ceará. METODOLOGIA: trata-se de uma pesquisa qualitativa, explicativa, com a análise de oito entrevistas realizadas com os trabalhadores. Através das entrevistas foram criadas as categorias: as dificuldades em realizar o trabalho, conceituação de saúde mental, autocuidado e a relação da saúde mental com a pandemia de COVID-19. Buscou-se articular a Saúde Mental e a relação que o trabalho estabelece na vida das pessoas. RESULTADOS: observou-se que os trabalhadores investigados não reconhecem os impactos que o trabalho reflete na sua vida cotidianamente, assim como, apresentam dificuldades de praticar estratégias de autocuidado. CONCLUSÃO: com isso, ressalta-se a importância das práticas de autocuidado para manutenção da saúde mental desses trabalhadores, bem como, a intensificação de estratégias de saúde do trabalhador pelas políticas públicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Alves, V. S. (2009). Modelos de atenção à saúde de usuários de álcool e outras drogas no contexto do centro de atenção psicossocial (CAPSad) [Modelos de atención sanitaria a los consumidores de alcohol y otras drogas en el contexto del centro de atención psicossocial] [Tesis, Universidade Federal da Bahia]. https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10857

Azevedo, A., & Lobo, F. (2013). Prazer e sofrimento no trabalho [Placer y sufrimiento en el trabajo]. Congresso internacional de psicologia do trabalho e das organizações. Universidade Católica Portuguesa.

Bottega, C. G., & Merlo, A. C. (2017). Clínica del trabajo en el sus: posibilidad de escucha a los trabajadores. Psicologia & Sociedade, 29, e156376. https://doi.org/10.1590/1807-0310/2017v29156376

Campos, M. R. (2017). Trabalho, alienação e adoecimento mental: as metamorfoses no mundo do trabalho e seus reflexos na saúde mental dos trabalhadores [Trabajo, alienación y enfermedad mental: las metamorfosis del mundo del trabajo y sus efectos en la salud mental de los trabajadores]. Revista de Políticas Públicas, 2(2), 797-811. http://dx.doi.org/10.18764/2178-2865.v21n2p797-812

Cordeiro, T. M. S. C., Mattos, A. I. S., Cardoso, M. C. B., Santos, K. O. B., & Araújo, T. M. (2016). Notificações de transtornos mentais relacionados ao trabalho entre trabalhadores na Bahia: estudo descritivo, 2007-2012 [Notificaciones de trastornos mentales relacionados con el trabajo entre los trabajadores de Bahía: un estudio descriptivo, 2007-2012]. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 5(2), 363-72. https://doi.org/10.5123/S1679-49742016000200015

Dejours, C. (1993). A loucura do trabalho: Estudo de Psicopatologia do Trabalho [La locura del trabajo: un estudio sobre la psicopatología del trabajo] (5a ed). Cortez.

Demartini, Z. B. F. (1988). Histórias de vida na abordagem de problemas educacionais [Historias de vida en el planteamiento de problemas educativos]. In M. R. O. Simson (Org.), Experimentos com histórias de vida (pp. 44-105). Vértice.

Fonseca, R. T. M. (2003). Saúde Mental para e pelo trabalho [Salud mental para y por el trabajo]. Caderno da Escola de Direito e Relações Internacionais da Faculdade do Brasil, 1(2), 73-93. https://portaldeperiodicos.unibrasil.com.br/index.php/cadernosdireito/article/view/2482

Fundação Oswaldo Cruz. (2019). Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Pandemia COVID-19, Recomendações Gerais [Salud mental y atención psicosocial en la pandemia COVID-19, Recomendaciones generales]. Ministério da Saúde. https://www.fiocruzbrasilia.fiocruz.br/wp-content/uploads/2020/04/Sa%C3%BAde-Mental-e-Aten%C3%A7%C3%A3o-Psicossocial-na-Pandemia-Covid-19-recomenda%C3%A7%C3%B5es-gerais.pdf

Gil, A. C. (2010). Como elaborar projetos de pesquisa [Cómo redactar proyectos de investigación] (5a. ed.). Atlas.

Gomez, C. M., Vasconcellos, L. C. F., & Machado, J. M. H. (2018). Saúde do trabalhador: aspectos históricos, avanços e desafios no Sistema Único de Saúde [La salud de los trabajadores: aspectos históricos, avances y retos en el Sistema Único de Salud]. Ciência & Saúde Coletiva, 23(6), 1963-1970. https://doi.org/10.1590/1413-81232018236.04922018

Hirdes, A. (2009). A reforma psiquiátrica no Brasil: uma (re) visão [La reforma psiquiátrica en Brasil: una (re) visión]. Ciência & saúde coletiva, 14(1), 297-305. https://doi.org/10.1590/S1413-81232009000100036

Kauark, F., Manhães, F. C., & Medeiros, C. H. (2010). Metodologia da pesquisa: guia prático [Metodología de la investigación: guía práctica]. Via Litterarum.

Lacaz, F. A. C. (2007). O campo Saúde do Trabalhador: resgatando conhecimentos e práticas sobre as relações trabalho saúde [El campo de la salud de los trabajadores: rescatar los conocimientos y las prácticas sobre las relaciones entre el trabajo y la salud]. Cadernos de Saúde Pública, 23(4), 757-766. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2007000400003

Lucca, S. R. (2017). Saúde, saúde mental, trabalho e subjetividade [Salud, salud mental, trabajo y subjetividade]. Revista Laborativa, 6 (Edição Especial), 147-159. https://ojs.unesp.br/index.php/rlaborativa/article/view/1626

Marqueze, E. C., & Moreno, C. R. C. (2005). Satisfação no trabalho – uma breve revisão [Satisfacción en el trabajo - una breve revisión]. Revista brasileira de Saúde Ocupacional, 30(112), 69-79. https://doi.org/10.1590/S0303-76572005000200007

Melo, C. F., Cavalcante, A. K. S., & Facanha, K. Q. (2019). Invisibilização do adoecimento psíquico do trabalhador: limites da integralidade na rede de atenção à saúde [Invisibilización de la enfermedad psicológica del trabajador: límites de la integralidad en la red sanitaria]. Trabalho, Educação e Saúde, 17(2), e0020132. https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00201

Ministério da Saúde. (2020). Corona Vírus- COVID-19: O que você precisa saber [Corona Virus- COVID-19: Lo que hay que saber]. https://www.gov.br/saude/pt-br/coronavirus/como-se-proteger

Oliveira, G. S., Monteiro, L. S., Carvalho, M. F. A. A., & Freire, A. K. S. (2020). Saúde Mental em tempos da Pandemia da COVID-19: Concepções dos trabalhadores da Atenção Primaria a Saúde [La salud mental en tiempos de la pandemia de COVID-19: concepciones de los trabajadores de Atención Primaria]. Research, Society and Development, 9(10), e9449109339. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i10.9339

Pinho, P., Oliveira, M. A., & Almeida, M. M. (2008). A reabilitação psicossocial na atenção aos transtornos associados ao consumo de álcool e outras drogas: uma estratégia possível? [La rehabilitación psicosocial en la atención a los trastornos asociados al consumo de alcohol y otras drogas: ¿una estrategia posible?]. Archives of Clinical Psychiatry, 35(1), 82-88. https://doi.org/10.1590/S0101-60832008000700017

Portaria n. 1679, de 19 de setembro de 2002. (2002). Dispõe sobre estruturação da rede nacional de atenção integral à saúde do trabalhador no SUS e dá outras providências [Dispone la estructuración de la red nacional de atención integral a la salud del trabajador en el SUS y dicta otras disposiciones]. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/MatrizesConsolidacao/comum/13614.html

Portaria nº 3.088, de 23 de dezembro de 2011. (2011). Institui a Rede de Atenção Psicossocial para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) [Crea la Red de Atención Psicosocial para personas con sufrimiento o trastorno mental y necesidades derivadas del consumo de crack, alcohol y otras drogas, dentro del Sistema Único de Salud (SUS)]. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt3088_23_12_2011_rep.html

Resende, D. A. (2019). Acidente de trabalho com os servidores da Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal de Uberlândia [Accidente de trabajo con servidores de la Secretaría de Educación del Gobierno Municipal de Uberlândia] [Tesís de maestria, Universidade Federal de Uberlândia]. Repositório UFU. http://doi.org/10.14393/ufu.di.2020.93

Ribeiro, M. C. (2015). Trabalhadores dos Centros de Atenção Psicossocial de Alagoas: interstícios de uma nova prática [Trabajadores de los Centros de Atención Psicosocial de Alagoas: intersticios de una nueva práctica]. Interface – Comunicação Saúde Educação, 19(52), 95-107. https://doi.org/10.1590/1807-57622014.0151

Ribeiro, M. C., Barros, A. C., Correia, M. S., Lessa, R. O., Tavares, L. N., & Chaves, J. B. (2018). Atenção psicossocial e satisfação no trabalho: processos dialéticos na saúde mental [Atención psicosocial y satisfacción laboral: procesos dialécticos en salud mental]. Revista Interdisciplinar de Estudos em Saúde, 7(1) 55-67. https://doi.org/10.33362/ries.v7i1.1102

Silva, J. L. L. D., Soares, R. D. S., Costa, F. D. S., Ramos, D. D. S., Lima, F. B., & Teixeira, L. R. (2015). Fatores Psicossociais e prevalência da Sindrome de Burnout entre trabalhadores de enfermagem intensivistas [Factores psicosociales y prevalencia del síndrome de Burnout entre los trabajadores de enfermería de cuidados intensivos]. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, 27(2). https://doi.org/10.5935/0103-507X.20150023

Vieira, J. K. S., Carvalho, R. N., Azevedo, E. B., S., Priscilla, M. C., & Ferreira Filha, M. O. (2010). Concepção sobre drogas: relatos dos usuários do CAPS-ad, de Campina Grande, PB [Concepciones sobre las drogas: informes de los usuarios del CAPS-ad en Campina Grande, PB]. Revista eletrônica saúde mental álcool e drogas, 6(2), 274-295. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-69762010000200004&lng=pt&tlng=pt

Wetzel, C., Kantorski, L. P., & Souza, J. (2008). Centro de Atenção Psicossocial: trajetória, organização e funcionamento [Centro de Atención Psicosocial: trayectoria, organización y funcionamento]. Revista de Enfermagem da UERJ, 16(1), 39-45. http://hdl.handle.net/10183/107164

Publicado

2021-11-26

Como Citar

Alves, W. de L. ., & Lavor Filho, T. L. de. (2021). Impactos psicossociais do trabalho na saúde mental de profissionais em um Centro de Atenção Psicossocial no interior do Ceará . Revista Psicologia, Diversidade E Saúde, 10(3), 429–441. https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v10i3.4055

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)