Aprendizagem dos adolescentes sobre cuidado de si mesmos: o retorno aos ensinamentos parentais

Adriana María Ramírez Barrientos

Resumo


Introdução: Pesquisa realizada com adolescentes em que o cuidado de si mesmo é identificado como uma construção nas relações parentais. Objetivo: Analisar a aprendizagem  de cuidado de si mesmo num grupo de adolescentes e a maneira em que hospedam as orientações parentais em suas vidas cotidianas. Metodologia: qualitativo-etnográfico; as técnicas de coleta de dados foram por meio de grupos focais e entrevistas semi-estruturadas. Os participantes eram adolescentes com idades entre 16 e 19 anos. Resultados: para os adolescentes o ensinado pelos pais está enquadrado nas normas e pautas para evitar os enganos na tomada de decisões; considerar e aceitar estes ensinos, é caminhar para o próprio conhecimento de si mesmos. Discussão: As relações parentais estão condicionadas pelo poder e controle que os pais exercem sobre seus filhos através da regulação da norma, sendo um aspecto de fixação e tensão para os adolescentes. Viver a experiência de ser adolescente, de reconhecer o erro, é o que os define como sujeitos e recreia possibilidades para tomar decisões e atuar em frente às circunstâncias quotidianas. Considerações finais: Os adolescentes aprendem através de suas próprias experiências a cuidar de si mesmos. Os ensinos recebidos pelos pais formam seu sistema de valores, o qual é resignificado por meio da conduta que promovem na cada experiência vivida; esta resignificación contribui novas formas de pensar e atuar, definindo sua identidade e a maneira como assumem sua vida.

Palavras-chave


Adolescente. Família. Paternidade. Relações familiares.



DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v8i2.2390

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Adriana María Ramírez Barrientos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta revista foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados: 

                              

 

Revista Psicologia, Diversidade e Saúde | ISSN: 2317-3394

Site atualizado em 13/12/2018

Licença Creative Commons