Dor Crônica: compreensão do idoso oncológico hospitalizado e suas estratégias de enfrentamento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v8i2.2317

Palavras-chave:

Dor Crônica. Idoso Oncológico. Estratégias de Enfrentamento.

Resumo

A dor é uma experiência multidimensional que gera desconforto físico e desencadeia muitas respostas afetivas e emocionais. Na população idosa a prevalência de dor é elevada, e dentro da oncologia a dor é o sintoma mais frequente e de difícil controle. Considerando que a dor crônica na população geriátrica evidencia-se enquanto uma situação estressora, e há uma grande variabilidade na forma de enfrentar tais situações, o presente estudo tem como objetivo analisar a percepção do idoso oncológico hospitalizado e as estratégias de enfrentamento utilizadas por este diante da dor crônica. Trata-se de um estudo exploratório, de natureza qualitativa e descritiva, através do qual foi realizado estudo de caso com cinco participantes. Foi utilizada a técnica de entrevista semiestruturada e a análise dos dados foi realizada segundo o método de Análise de Conteúdo de Bardin. Os resultados destacaram que os participantes significam a experiência de dor como uma vivência negativa, gerando e intensificando o isolamento e sentimentos de irritação, bem como evidenciaram a religiosidade e a espiritualidade enquanto principais estratégias para minimizar os impactos negativos advindos do adoecimento e tratamentos contínuos. O entendimento da maneira de enfrentamento da dor pode auxiliar profissionais de saúde na análise de fatores que influenciam na mesma, assim como na adequação de possíveis estratégias de enfrentamento disfuncionais no contexto de saúde, auxiliando o idoso no tratamento e em sua qualidade de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Naylana Rute da Paixão Santos, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Mestranda em Psicologia do Desenvolvimento pela Universidade Federal da Bahia (UFBA/POSPSI)

Especializada em Saúde da Pessoa Idosa pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Publica (EBMSP), Salvador - BA, Brasil.

Martha Moreira Cavalcante Castro, Universidade Federal da Bahia (UFBA) Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP)

Doutora em Medicina e Saúde pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professora adjunta da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Publica (EBMSP) e da UFBA, Salvador – BA, Brasil.

Referências

Publicado

2019-07-16

Como Citar

da Paixão Santos, N. R., & Moreira Cavalcante Castro, M. (2019). Dor Crônica: compreensão do idoso oncológico hospitalizado e suas estratégias de enfrentamento. Revista Psicologia, Diversidade E Saúde, 8(2), 144–155. https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v8i2.2317

Edição

Seção

Artigos Originais