REPRESENTAÇÃO CORPORAL ENTRE JOVENS UNIVERSITÁRIOS: BELEZA, SAÚDE E INSATISFAÇÃO NA VIVÊNCIA DE UM CORPO-VITRINE

Raquel Ferreira Miranda, Tais Silva Almeida, Tatiana Coura Oliveira, Caliane Santos Souza, Monise Viana Abranches

Resumo


O corpo, na contemporaneidade, assume posição de centralidade na vida humana atuando como mediador nas relações sociais, impactando na aceitação dos sujeitos por outros indivíduos que compartilham o mesmo meio social. Este estudo buscou compreender as vivências relatadas por estudantes universitários advindas das representações do corpo focando, especialmente, na percepção da autoimagem corporal e nos sentidos atribuídos ao corpo. Participaram deste estudo 22 indivíduos com idade entre 18 a 27 anos. A análise dos dados foi feita utilizando-se a técnica de análise de conteúdo, segundo Bardin. Os resultados indicaram a percepção do corpo como um objeto de investimento, sendo este feito por meio do controle dietético e da atividade física visando à adequação aos padrões corporais culturalmente valorizados.

 


Palavras-chave


corpo; autoimagem corporal; insatisfação corporal

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v6i4.1696

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Raquel Ferreira Miranda, Tais Silva Almeida, Tatiana Coura Oliveira, Caliane Santos Souza, Monise Viana Abranches

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta revista foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados: 

                              

 

Revista Psicologia, Diversidade e Saúde | ISSN: 2317-3394

Site atualizado em 13/12/2018

Licença Creative Commons