A Tomada de Decisão com o Iowa Gambling Task

Rui Alexandre Paquete Paixão

Resumo


Este artigo analisa os padrões de tomada de decisão com Iowa Gambling Task (IGT) e a hipótese do marcador somático. A tarefa experimental com o IGT é apresentada e analisados os resultados obtidos com a população de controlo nos estudos clínicos com esta tarefa onde se evidenciam tomadas de decisão desvantajosas semelhantes às encontradas nas populações clínicas. Estas populações de controlo apresentam características sociodemográficas específicas e relativamente comuns, nomeadamente um baixo nível económico. Considerando estes dados, a hipótese discutida neste trabalho é a de que a experiência de vida estabelecida pela baixa renda pode constituir uma variável fundamental no processo de tomada de decisão.A análise desta variável é feita tomando por referência os resultados obtidos num outro estudo onde estes padrões de decisão aparecem relacionados com essa variável . Nesse estudo, os indivíduos nestas condições evidenciam um padrão de decisão marcado pela escolha sistemática da recompensa imediata, independentemente dos custos futuros dessa decisão. Finalmente, estes padrões são discutidos considerando a sua relação com as experiências de vida marcadas por múltiplas privações.


Palavras-chave


marcador somático; IGT; decisão; Risco e incerteza

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v6i3.1564

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Rui Alexandre Paquete Paixão

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta revista foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados: 

                              

 

Revista Psicologia, Diversidade e Saúde | ISSN: 2317-3394

Site atualizado em 13/12/2018

Licença Creative Commons