SIGNIFICADOS E SENTIDOS DO TRABALHO: REFLEXÕES PARA A ATUAÇÃO DO MÉDICO DO TRABALHO NA CONTEMPORANEIDADE

Autores

  • Maria Luiza Gava Schmidt Universidade Estadual Paulista " Júlio de Mesquita Filho" - Faculdade de Ciências e Letras - Campus de Assis/SP.
  • Walnei Fernandes Barbosa Universidade Estadual Paulista - UNESP
  • Silvia Cristina Camargo Pinceli Universidade Estadual Paulista - UNESP
  • Sergio Roberto de Lucca Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Ciências Médicas – UNICAMP.

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v6i2.1284

Palavras-chave:

Saúde do Trabalhador, Satisfação no Trabalho, Subjetividade

Resumo

Introdução: A escolha deste tema se deve ao fato de presenciarmos, nas últimas décadas, transformações importantes no mundo do trabalho como a reestruturação produtiva, as novas formas de gestão e organização, e as novas tecnologias e modelos inovadores que modificam a própria natureza de alguns modos de trabalhar. Objetivo: Apresentar algumas concepções sobre os significados e sentidos do trabalho que possam auxiliar a prática profissional do Médico do Trabalho em diferentes contextos no cotidiano do exercício profissional. Metodologia: Trata-se de uma revisão dos conceitos sobre os significados e sentidos do trabalho presentes na literatura com a apresentação das principais abordagens que discorrem sobre esses construtos. Resultados e Discussão: Os referenciais teórico-conceituais que nortearam nossa discussão possuem dispositivos capazes de evidenciar a complexidade do fenômeno estudado e revelam os diferentes modos de pensar a subjetividade nas suas conexões com o trabalho. Todavia, o tema necessita ser estudado em uma perspectiva interdisciplinar, pois a articulação entre os saberes das diferentes disciplinas atuantes no campo da saúde no trabalho poderá contribuir para a reflexão das práticas do Médico do Trabalho no que tange aos fatores de riscos psicossociais no contexto laboral. Conclusão: Conclui-se que, independentemente da perspectiva adotada para esta compreensão entre os significados e sentidos do trabalho, faz-se necessário tomar como referência fundamental um dos elementos essenciais, a subjetividade do trabalhador, componente intrínseco nas relações de trabalho e nos estudos relativos à saúde do trabalhador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Luiza Gava Schmidt, Universidade Estadual Paulista " Júlio de Mesquita Filho" - Faculdade de Ciências e Letras - Campus de Assis/SP.

Psicóloga  graduada pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Mestrado em Psicologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Doutorado em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Campinas. Pós-Doutorado em Saúde Pública pela FSP/USP. Possui formação em Psicodrama pelo Instituto Bauruense de Psicodrama. Formação como Psicodramatista Didata pela ACTO. Formação em Psicodramatista Didata Supervisora pela SOPSP - Sociedade de Psicodrama de São Paulo. Arteterapêuta em Formação pelo Instituto Bauruense de Psicodrama (IBAP). Atualmente é membro de grupo de pesquisa da Faculdade de Saúde Pública / USP e professor assistente da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Fatores Humanos no Trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: Saúde no trabalho, psicodrama e sociodrama, educação para jovens aprendizes e estagiários, saúde mental e trabalho, promoção da saúde no trabalho, nexo causal, diagnóstico e intervenção em saúde do trabalhador. Membro da Coordenadoria de Saúde e Segurança do Trabalhador e Sustentabilidade Ambiental, órgão da Pró-Reitoria de Administração - PRAd / Reitoria / Unesp. Editora Chefe da Revista Laborativa. Atua como docente responsável junto ao Laboratório de Psicologia Ambiental do Departamento de Psicologia Experimental e do Trabalho - LAPA- PET - Unesp. Assessora Técnica de Gabinete - Reitoria/Unesp atuando junto a COSTSA – Coordenadoria de Saúde e Segurança do Trabalhador e Sustentabilidade Ambiental.

Walnei Fernandes Barbosa, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Médico do Trabalho. Coordenador da COSTSA ( Coordenadoria de Saúde e Segurança do Trabalhador e Sustentabilidade Ambiental ) , òrgão da Pró-Reitoria de Administração – PRAd – Reitoria – Unesp.

Silvia Cristina Camargo Pinceli, Universidade Estadual Paulista - UNESP

 Enferemeira do Trabalho. Superviora da àrea de Saúde do Trabalhador e Perícia Médica junto à COSTSA ( Coordenadoria de Saúde e Segurança do Trabalhador e Sustentabilidade Ambiental ) , òrgão da Pró-Reitoria de Administração – PRAd – Reitoria – Unesp.

Sergio Roberto de Lucca, Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Ciências Médicas – UNICAMP.

 Médico do Trabalho. Professor   Asssistente Doutor da Área de Saúde do Trabalhador do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Ciências Médicas – UNICAMP.

 

Publicado

2017-05-31

Como Citar

Schmidt, M. L. G., Barbosa, W. F., Camargo Pinceli, S. C., & de Lucca, S. R. (2017). SIGNIFICADOS E SENTIDOS DO TRABALHO: REFLEXÕES PARA A ATUAÇÃO DO MÉDICO DO TRABALHO NA CONTEMPORANEIDADE. Revista Psicologia, Diversidade E Saúde, 6(2), 138–142. https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v6i2.1284

Edição

Seção

Estudos Teóricos