O CÁRCERE E O ABANDONO: PRISÃO, PENALIZAÇÃO E RELAÇÕES DE GÊNERO

Autores

  • Anna Becker Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Desirée Valente Spessote Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  • Laíza da Silva Sardinha Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Lucas Gabriel de Matos Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  • Natália Noronha Chaves Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  • Pedro Paulo Gastalho Bicalho Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v5i2.1050

Palavras-chave:

Prisões, Relações de Gênero, Mulheres, Abandono.

Resumo

Tomando as dinâmicas presentes no encarceramento feminino brasileiro e o abandono das mulheres presas como analisadores das relações de gênero, o presente artigo sustenta que os dispositivos – cárcere e abandono –, possuem uma forte relação com os papéis sociais estabelecidos pela ótica androcêntrica, à luz do positivismo criminológico. Esse estudo busca, para tanto, identificar o perfil das mulheres em privação de liberdade com recorte de identidade de gênero. Além disso, busca-se compreender o que tem sido produzido sobre as penitenciárias que recebem essas mulheres e os possíveis fatores contribuintes do encarceramento, bem como do abandono. Com a perspectiva de problematizar a dupla penalização sofrida por essas mulheres, procura-se elencar possíveis contribuições da Criminologia, em suas novas possibilidades; do Feminismo, em suas diversas vertentes e da psicologia.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Anna Becker, Universidade Federal do Rio de Janeiro
    Graduanda em Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Bolsista PIBEX-UFRJ.
  • Desirée Valente Spessote, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
    Graduanda em Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Bolsista PIBEX-UFRJ.
  • Laíza da Silva Sardinha, Universidade Federal do Rio de Janeiro
    Graduanda em Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Bolsista PROEXT-MEC.
  • Lucas Gabriel de Matos Santos, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
    Graduando em Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Bolsista PIBIC-CNPq.
  • Natália Noronha Chaves, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
    Graduanda em Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  • Pedro Paulo Gastalho Bicalho, Universidade Federal do Rio de Janeiro
    Professor Associado do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Psicologia. Bolsista PQ-CNPq

Downloads

Publicado

19.12.2016

Edição

Seção

Estudos Teóricos

Como Citar

O CÁRCERE E O ABANDONO: PRISÃO, PENALIZAÇÃO E RELAÇÕES DE GÊNERO. (2016). Revista Psicologia, Diversidade E Saúde, 5(2). https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v5i2.1050

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>