INFLUÊNCIA DO CONDICIONAMENTO ÁCIDO NO REPARO DE CERÂMICAS ODONTOLÓGICAS UTILIZANDO RESINA COMPOSTA

Autores

  • Francisca Carvalho Souza Graduada na Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Lorena Rodrigues Santos Graduanda na Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Anderson Pinheiro De Freitas Professor adjunto da Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Silvio Alberto Almeida Silveira Professor adjunto da Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Marcio Vieira Lisboa Professor adjunto da Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • José Augusto Ataíde Lisboa Professor adjunto da Universidade Federal da Bahia (UFBA)

DOI:

https://doi.org/10.17267/2596-3368dentistry.v4i2.163

Palavras-chave:

Cerâmica, Resistência à tração, Ácido fluorídrico

Resumo

 O uso das restaurações cerâmicas é constantemente indicado e utilizado nos consultórios odontológicos devido as suas qualidades estéticas e estruturais, no entanto mesmo sendo um material com excelentes propriedades mecânicas podem apresentar fraturas. A substituição total da peça protética tem custo elevado, e necessita de bastante tempo clínico. Assim, o reparo das cerâmicas utilizando resina composta fotopolimerizável tem sido uma boa alternativa em casos de fratura. O objetivo desse trabalho é avaliar, por meio de uma revisão de literatura, a influência do condicionamento ácido no reparo de cerâmicas com resina composta. A coleta de dados foi realizada através da seleção de artigos publicados nas bases de dados Scielo, LILACS e Bireme, utilizando os seguintes descritores: tratamento de superfície, resina composta e cerâmicas odontológicas. De acordo com os achados pesquisados, o reparo da superfície cerâmica fraturada pode ser realizado intra-oralmente através do tratamento mecânico e químico da superfície fraturada. Para cerâmicas ácido sensíveis é relatado na literatura a efetividade do condicionamento com ácido fluorídrico na promoção de alteração superficial, no entanto, a longevidade desta adesão entre cerâmica e resina composta após o condicionamento ácido ainda é questionável.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anderson Pinheiro De Freitas, Professor adjunto da Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Doutorado em Reabilitação Oral na University of Western Ontário (UWO).  Doutorado em Materiais Dentários pela Universidade de São Paulo (USP) e o Mestrado em Materiais Dentários pela Faculdade de Odontologia de Bauru ( USP/BAURU)

Silvio Alberto Almeida Silveira, Professor adjunto da Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Especialista em Gestão de Empresas e em Metodologia da Educação. Mestrado em gestão empresarial.

Marcio Vieira Lisboa, Professor adjunto da Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Mestrado em Odontologia (Prótese Dentária) pela Universidade de São Paulo (USP) e doutorado em Odontologia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).

José Augusto Ataíde Lisboa, Professor adjunto da Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Mestrado em Odontologia pela Universidade Federal da Bahia e doutorado em Clínica Odontológica Prótese Dental pela Universidade Estadual de Campinas .

Downloads

Publicado

2013-12-20

Como Citar

Souza, F. C., Santos, L. R., Freitas, A. P. D., Silveira, S. A. A., Lisboa, M. V., & Lisboa, J. A. A. (2013). INFLUÊNCIA DO CONDICIONAMENTO ÁCIDO NO REPARO DE CERÂMICAS ODONTOLÓGICAS UTILIZANDO RESINA COMPOSTA. Journal of Dentistry & Public Health (inactive / Archive Only), 4(2). https://doi.org/10.17267/2596-3368dentistry.v4i2.163

Edição

Seção

Revisões de Literatura