Psiquiatria, segregação e punições: análises a partir de Michel Foucault

Diego Henrique da Silva Trujillo, Flávia Cristina Silveira Lemos, Ataualpa Maciel Sampaio

Resumo


OBJETIVOS: Este artigo visa, por meio de um ensaio teórico, pensar relações entre Psiquiatria, espaços de segregação nos estudos de Foucault, a partir de cursos, conferências, entrevistas, aulas, livros e por meio de alguns comentadores de Michel Foucault, no Brasil. MÉTODOS: Analisar os espaços de controle dos corpos em hospitais e prisões fez parte dos objetivos deste texto, considerando uma análise conceitual como metodologia. As práticas punitivas e psiquiátricas são entrecruzadas nesta analítica sob o eixo das relações de poder e saber ligadas ao espaço. CONCLUSÕES PROVISÓRIAS: Problematizar este campo de uma história política da verdade, no presente, é um ponto de preocupação e ativação da escrita operatória deste artigo com análises teórico-conceituais com a interface da Psiquiatria com os espaços de segregação, internação e aprisionamento.


Palavras-chave


Psiquiatria. Internação. Punição. Controle. Espaço.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v10i1.3174

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Diego Henrique da Silva Trujillo, Flávia Cristina Silveira Lemos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta revista foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados: 

                              

 

Revista Psicologia, Diversidade e Saúde | ISSN: 2317-3394

Site atualizado em 13/12/2018

Licença Creative Commons