MULHERES ENCARCERADAS: A SAÚDE ATRÁS DAS GRADES

Maria Auxiliadora Teixeira Ribeiro, Niedja Mara Silva Fontes de Deus

Resumo


O aumento significativo do encarceramento de mulheres no Brasil tem trazido impacto para as políticas de segurança, administração penitenciária, assim como para as políticas específicas à desigualdade de gênero. Este texto decorre do mapeamento da literatura acessada em banco de dados e objetiva ampliar a discussão sobre a saúde das mulheres no Sistema Prisional, focalizando o recorte de gênero que circula nos artigos nacionais e internacionais publicados entre 2004 e 2015. Para construir o objeto de estudo, essas produções científicas foram acessadas nas bases de dados- Scientific Electronic Library Online (SCIELO); Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) -utilizando descritores: mulheres na prisão e mulheres em cárcere. Foram selecionados 74 artigos, nos quais identificou-se os temas: perfil(9), cotidiano(22), saúde(16), família(16), ressocialização(11) e mídia(1); as áreas de estudo em que foram produzidos: Enfermagem(5), Psicologia(15), Saúde Pública/Coletiva(16), Serviço Social(1), Medicina(10), Ciências Sociais(10), Direito(8), Educação (9); regiões e países. Foram selecionados os artigos identificados pela discussão de saúde e os subtemas foram definidos através dos resumos de cada texto e norteados pelo objetivo da pesquisa. Numa revisão dialógica da literatura, identificou-se que as produções apontam para as diferenças de gênero, sem apresentarem, entretanto, uma discussão sobre alguma teoria de gênero específica. Em sua maioria, referem-se ao gênero como todas as formas de construção social, cultural e linguística que diferenciam mulheres de homens e produzem seus corpos como corpos dotados de sexo, gênero e sexualidade.

Palavras-chave


Mulheres na prisão; mulheres em cárcere; saúde; revisão dialógica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v6i4.1708

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Maria Auxiliadora Teixeira Ribeiro, Niedja Mara Silva Fontes de Deus

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Esta revista foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados: 

                              

 

Revista Psicologia, Diversidade e Saúde | ISSN: 2317-3394

Site atualizado em 13/12/2018

Licença Creative Commons