[1]
E. R. F. do Amaral e H. F. C. dos Reis, “INCIDÊNCIA E IMPACTO CLÍNICO DA FALHA DE EXTUBAÇÃO EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA”, Rev Pesq Fisio, vol. 6, nº 2, jun. 2016.