[1]
I. S. T. Batista, V. de Paula Silva, C. Carvalho de Souza, R. Machado da Conceição, M. Fagundes Goethel, e U. Fernandes Ervilha, “Um estudo de caso sobre treinamento isocinético: o esforço máximo é suficiente para o aumento de força?”, Rev Pesq Fisio, vol. 8, nº 4, p. 542–550, nov. 2018.