As repercussões da incontinência urinária na qualidade de vida em gestantes: uma revisão sistemática

Lorena Cristine Soares Epaminondas, Larissa Nascimento Negrão, Shamyle Aramys dos Santos Costa, Rafaela Cordeiro de Macêdo

Resumo


INTRODUÇÃO: As disfunções do assoalho pélvico (AP) durante a gestação por danos estruturais e funcionais podem provocar o desencadeamento de incontinência urinária (IU). Um grande incômodo para quem sofre desse problema devido à presença de sintomas miccionais, podendo interferir negativamente no bem-estar durante o período gestacional. OBJETIVO: Analisar as repercussões da incontinência urinária na qualidade de vida durante o período gestacional. MATERIAIS E MÉTODOS: O estudo compreende uma revisão sistemática, feito o levantamento da literatura através da biblioteca virtual em saúde (BVS), nas bases de dados LILACS, PubMed e SCIELO, onde a seleção dos artigos foi delimitada ao período de 2010 a 2018.Foram identificados 48 artigos sobre o tema, em português e inglês, e após a análise dos critérios de inclusão e exclusão, restaram sete artigos. RESULTADOS: Os estudos apontam que há um aumento gradativo da disfunção do assoalho pélvico com a evolução da gestação, prejudicando as atividades de vida diária e o bem-estar. Os artigos revisados mostram que o útero gravídico passa por alterações hormonais ao longo dos trimestres gestacionais, sendo mais acentuados com a maior idade. CONCLUSÃO: A incontinência urinária envolve diversos aspectos negativos relacionados à qualidade de vida das mulheres. Faz-se necessário a devida atenção do profissional da saúde sobre a prevenção, orientação e diagnóstico durante a gestação, trazendo benefícios na assistência da saúde da mulher.


Palavras-chave


Incontinência Urinária. Gestantes. Qualidade de vida.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v9i1.2142

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Lorena Cristine Soares Epaminondas, Larissa Nascimento Negrão, Shamyle Aramys dos Santos Costa, Rafaela Cordeiro de Macêdo

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons