Efeitos deletérios da ventilação mecânica invasiva em prematuros: revisão sistemática

Jéssica Magalhães Guedes, Suane Lopes Conceição, Tatiane Falcão dos Santos Albergaria

Resumo


INTRODUÇÃO: O recém-nascido é considerado pré-termo pela Organização Mundial da Saúde (OMS) quando nascido com menos de 37 semanas de gestação. A prematuridade acarreta consigo diversos problemas devido a imaturidade biológica, dentre as complicações mais graves relacionadas à prematuridade está o subdesenvolvimento do sistema respiratório. OBJETIVOS: reexaminar a literatura dos últimos 5 anos sobre os efeitos deletérios da VM em prematuros. MATERIAIS E MÉTODOS: Foi realizada  uma revisão sistemática de estudos em bases de dados Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (PubMed/Medline) e Literatura Latino- Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS ) e  SciELO. Foram excluídos os artigos de revisão narrativa e os demais artigos que não correspondessem aos critérios de inclusão: Artigos que abordassem em seu desfecho primário ou secundário os efeitos deletérios da ventilação mecânica em prematuros, nos idiomas inglês, português ou espanhol. RESULTADOS: Foram selecionados 20 artigos, 12 de intervenção, 3 observacionais, 3 revisões sistemáticas e 2 meta-análise, que obtiveram pontuação entre 8 e 25 segundo critérios utilizados por Vieira e colaboradores e pontuação máxima na versão adaptada do instrumento AMSTAR, respectivamente, em sua qualificação metodológica. Foram encontrados 15 tipos de efeitos deletérios associados ao uso de ventilação mecânica invasiva. CONCLUSÃO: Demonstrou a ocorrência de 15 tipos diferentes de efeitos deletérios associados ao uso de ventilação mecânica em prematuros e dentre estes o efeito com maior incidência é a broncodisplasia pulmonar seguido pela lesão pulmonar induzida pela ventilação mecânica.


Palavras-chave


Respiração artificial. Recém-nascido. Prematuro. Efeitos.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v8i1.1772

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Jéssica Magalhães Guedes, Suane Lopes Conceição, Tatiane Falcão dos Santos Albergaria

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons